A realidade é que já vimos de tudo em relação a peças recondicionadas. Desde peças melhores do que as originais, até peças que nunca deveriam ter sido instaladas em um automóvel. Antes de mais nada, vamos entender o básico.

Para que serve o amortecedor?

Os amortecedores têm como objetivo manter o contato dos pneus com o colo, distribuindo as cargas dinâmicas em todas as situações de rodagem, como retas, curvas, pisos irregulares, frenagens e acelerações. Permitindo assim, que o motorista tenha controle total do carro. Além de proporcionar conforto aos ocupantes do veículo.

Quando devo trocar os amortecedores?

Os fabricantes indicam a troca entre 40 mil e 50 mil km, mas o indicado é fazer a revisão a cada 10 mil km rodados, para analisar a eficácia dos amortecedores. Isso porque o desgaste depende do peso do veículo, qualidade das estradas e os hábitos condução do motorista.

Os defeitos mais comuns:

– Vazamento de óleo hidráulico;

– Falta de pressão: a suspensão fica muito mole, é como se o carro estivesse apenas sobre as molas;

– Travamento da haste: o amortecedor endurece, não sobe e nem desce.

Você como motorista, precisa ter consciência da importância dos amortecedores para estabilidade total do carro, consequentemente, a segurança de seus passageiros. Porque não estamos falando de faróis, retrovisores e travas, falamos de uma peça que trabalha mais de 1 milhão de vezes a cada mil quilômetros rodados.

Por isso, é importante saber da procedência das peças que serão instaladas em seu veículo. Fuja de amortecedores de origens duvidados! O que está em questão é a sua segurança e de quem viaja com você.

Se você não souber fazer a avaliação, na hora de comprar uma peça recondicionada, peça ajuda a um profissional, já que são poucos os lugares capacitados a realizem um bom trabalho de retificação.

Porém, o mais aconselhável é optar por peças novas e originais. Nesse caso, não tem erro! É só substituir a peça e rodar sem mais preocupações.

https://www.hipervarejo.com.br/autopecas/amortecedor


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *