Spread the love

Não dá para negar que a pauta ambientalista está tomando seu lugar em todos os jornais. O consumidor, hoje, presta muito mais atenção ao adquirir produtos do que há 200 anos atrás, quando começou a Revolução Industrial e tivemos o “boom” de produção. Naquela época, ter um carro novo era uma super novidade e, ainda, nem se pensava na possibilidade de existir um carro elétrico. Carregar a bateria do carro na tomada, então?! Era uma ideia que, talvez, nem fizesse sentido para os novos carros, tão inovadores para aquele momento da história.

A verdade é que, até hoje, os carros ecológicos ainda são novidade. Por isso, muitas pessoas confundem o carro elétrico com o carro híbrido. É difícil andar nas ruas, olhar um carro e pensar: ah, esse é o carro elétrico! Até porque, pela estética, os carros elétricos não se diferem muito dos carros híbridos. E vamos combinar? Alguns modelos são parecidos até com os movidos à combustão.

Essa situação também acontece com os ônibus ecológicos, por exemplo, que são movidos a biodiesel, eletricidade ou hidrogênio, mas, além de reduzirem em até 90% a emissão de gases poluentes, a única diferença do ônibus à combustível fóssil, é que são de cor verde.

E já que a maioria das pessoas não possui carro elétrico, surgem muitas dúvidas sobre esse tipo de veículo. Aqui, nós tentaremos responder as principais! Veja abaixo:

Quais são as diferenças entre o carro elétrico e o híbrido?

A principal diferença entre os dois tipos é o motor. Enquanto o carro elétrico é movido totalmente a energia elétrica, o modelo híbrido usa o motor de energia elétrica para potencializar a performance do veículo e diminuir a emissão de gases CO2. Além disso, o modelo híbrido não precisa de paradas para recargas como o carro elétrico, e sua manutenção é muito semelhante à de carros mais comuns. Na verdade, a manutenção de ambos é bem mais simples do que a de carros a combustão, já que possuem bem menos componentes na fabricação. E isso se reflete no preço! A manutenção de carros elétricos pode chegar a ser 50% mais barata que a dos carros convencionais.

 Quais são os tipos desses novos carros?

Que eles funcionam à base de eletricidade nós sabemos, mas alguns modelos também podem ser movidos a gasolina e, nem todos, podem ser carregados na tomada, sabia? No caso, esses são os modelos híbridos. Veja abaixo como funciona cada tipo:

  • carro elétrico: carro totalmente elétrico que adquire energia quando é carregado;
  • carro híbrido: como o nome diz, funciona tanto com eletricidade quanto com combustível. Ou seja, se a energia elétrica acabar, pode-se abastecer com gasolina, por exemplo;
  • carro híbrido elétrico: carro predominantemente a combustível, mas que também funciona com energia elétrica.

Porém, ao contrário do modelo híbrido, não é possível carregar o híbrido elétrico em uma fonte, então a bateria é recarregada pelo sistema de regeneração de energia, em que o sistema aproveita o “embalo” do carro para gerar energia com o movimento das rodas em momentos de desaceleração.

E como funciona a bateria de carro elétrico?

A bateria do carro pode ser carregada em uma tomada residencial comum de 220V (aterrada) e a recarga dura, em média, 10 horas. Mas há outras duas alternativas: a primeira é um carregador de parede que completa a carga em até 4 horas e a segunda é a recarga em eletropostos especializados que concluem a carga em até 40 minutos.

Mas a pergunta que não quer calar é: quanto tempo ou quilômetros dura essa bateria de carro elétrico? Pois bem, isso varia de carro para carro e da capacidade da bateria, mas, em média, uma recarga resiste de 200 a 350 quilômetros. E caso a energia acabe e o veículo for totalmente elétrico, é necessário deixá-lo em modo neutro para liberar as rodas e arrastá-lo a um local seguro até chegar ajuda, ok? Pois, nesse tipo de automóvel, não é possível fazer a famosa “chupeta”, já que a bateria utilizada para recarregar os modelos a combustão não é suficiente para recarregar um carro elétrico.

Além disso, a bateria de carro elétrico possui um sistema de equilíbrio formado por diversos módulos que se compensam quando algum deles apresenta defeito, assim, não prejudica o funcionamento do veículo e também não “vicia” a bateria. Porém, é importante prestar atenção em temperaturas elevadas e também evitar cargas e descargas muito rápidas, mas não precisa se preocupar com nada além disso. Os carros elétricos não dão choque, como muita gente acredita. As baterias e componentes elétricos ficam isolados e, em caso de acidente ou pane no sistema, há um dispositivo responsável por cortar a corrente elétrica.

Então, pode apostar nesse modelo mais sustentável sem medo, viu?

E se precisar trocar alguma peça do seu carro, o Hipervarejo pode te ajudar! Acesse a página oficial da Valeo clicando aqui e veja todas as ofertas.

Fonte: https://supervisao.com

Marketing em Hipervarejo/Fortbras
A Hiper Garagem, blog originado da Hipervarejo, é repleto de conteúdos ricos e cheios deinformações sobre carros, motocicletas e caminhões. Apaixonados por veículos, visamos todos os dias buscar informações seguras sobre automóveis. Aqui você tira todas as suas dúvidas, aprende tudo sobre manutenção e acompanha as novidades, tecnologias, dicas e performance dos automóveis e peças automotivas do momento. Acesse os nossos conteúdos semanais, receba as melhores informações do nicho e faça parte dessa comunidade especialista em automóveis e automotivos.
Marketing
Últimos posts por Marketing (exibir todos)

Marketing

A Hiper Garagem, blog originado da Hipervarejo, é repleto de conteúdos ricos e cheios de informações sobre carros, motocicletas e caminhões. Apaixonados por veículos, visamos todos os dias buscar informações seguras sobre automóveis. Aqui você tira todas as suas dúvidas, aprende tudo sobre manutenção e acompanha as novidades, tecnologias, dicas e performance dos automóveis e peças automotivas do momento. Acesse os nossos conteúdos semanais, receba as melhores informações do nicho e faça parte dessa comunidade especialista em automóveis e automotivos.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *