Spread the love

É só o carro começar a dar problema que a dor de cabeça (e dor no bolso) já começa a dar sinal de vida, não é mesmo? Uma solução para evitar ao máximo esse tipo de transtorno é conhecer a fundo as principais peças do seu automóvel e entender que tipo de manutenção elas precisam.

Com toda certeza, a peça deve ser um dos itens a constar na sua lista de peças automotivas para decifrar! Presença obrigatória em motos, carros, ônibus e caminhões, o catalisador automotivo é fundamental para diminuir a emissão de gases tóxicos e manter em ordem o desempenho do veículo. Você sabia disso?

Venha descobrir mais sobre o papel do catalisador automotivo no desempenho do seu automóvel e aprenda a reconhecer os mitos que comprometem a durabilidade dessa peça e, também, do seu carro!

O que é catalisador automotivo?

O funcionamento básico de um motor a combustão está no sistema de injeção, queima do combustível e geração de movimento. Contudo, o processo químico da queima não é eficiente a ponto de não resultar em vapor de água e gases poluente a ser jogados para a atmosfera pelo escapamento. É no meio desse caminho que encontramos o catalisador automotivo!

Parecido com uma cápsula de aço, o catalisador automotivo pode ser encontrado próximo ao escapamento do automóvel, pois é ali que a sua presença ajuda a prevenir a emissão dos poluentes. Em seu interior, há uma colmeia feita de cerâmica ou metal que abriga compostos nobres como paládio, platina e ródio.

Como o catalisador automotivo funciona?

Responsável por incitar a conversão de gases nocivos em produtos menos nocivos à vida humana e ao meio ambiente, o catalisador automotivo trabalha como um filtro para controlar a saída desses poluentes.

Os elementos nobres em seu interior desempenham um papel vital para que aconteça as reações químicas que convertem os gases emitidos pelo motor, como monóxido de carbono, óxidos de nitrogênio e hidrocarbonetos. Quando transformados em dióxido de carbono, água e nitrogênio, o catalisador cumpre a sua função de tornar os compostos iniciais em gases mais seguros para todos.

O mito de retirar o catalisador automotivo

Muito se fala que o catalisador automotivo é uma peça dispensável e, ao ser retirada do veículo, o carro ganha mais potência. Alerta vermelho: essa informação está bem longe da verdade! Preste atenção, pois vamos explicar os perigos que rondam esse mito!

Segundo a legislação de trânsito, o motorista que retirar o catalisador automotivo de seu automóvel está passível a receber infração grave, ser multado e ter o carro apreendido, já que a lei proíbe a ausência desse item.

A retirada do catalisador prejudica a performance do sistema de escape, não impedindo que o veículo solte gases tóxicos na atmosfera. Além disso, o sistema de injeção eletrônica passa a ter falhas na conferência das leituras de substâncias que são emitidas pelo motor e aquelas que chegam até o escapamento.

Quando o catalisador é retirado, a alteração nas leituras atrapalham o correto ajuste da injeção e dos níveis aceitáveis de emissão e consumo, o que gera rendimento baixo do motor, aumento de ruídos emitidos e acelera o desgaste dos equipamentos do veículo.

O que prejudica o funcionamento do catalisador automotivo?

Com uma vida útil de cinco anos ou 80 mil quilômetros, os catalisadores automotivos podem funcionar perfeitamente por um tempo bem maior quando cuidados corretamente. Sua durabilidade e bom desempenho dependem de alguns fatores que você, motorista, precisa ficar atento!

Abastecer em postos de confiança é uma regra de ouro que também afeta diretamente o catalisador, pois este pode entupir quando se utiliza combustível com chumbo em sua composição. O uso de combustível modificado pode até danificar completamente a peça! Além disso, não trocar o óleo do motor conforme o indicado dificulta a eficácia esperada do item automotivo.

Outro fator que precisa de atenção é evitar colisões que podem quebrar a peça. Por estar localizado na parte debaixo do veículo, o catalisador automotivo fica mais sujeito a batidas se o carro é rebaixado ou quando o motorista passa muito rápido por lombadas e outros desníveis. Se as faces do catalisador sofrer danos constantemente, um dos efeitos negativos gerados é a redução de potência do motor, deixando o carro mais lento em subidas.

Reconheça os sinais que indicam problemas no catalisador

Mesmo que você seja experiente no assunto ou ainda é um aspirante de primeira viagem na conversa sobre catalisador automotivo, é sempre bom ter em mente a lista de sinais que o carro demonstra quando essa peça não está funcionando como o desejado! Confira:

  • Ruídos constantes vindos do escapamento;
  • Aumento no gasto de combustível do automóvel;
  • Marcas de fortes impactos na superfície do catalisador;
  • Baixo desempenho do motor, apresentando dificuldades em atingir a potência plena do carro, principalmente em subidas;
  • Luz acesa da injeção eletrônica no painel de carros ano 2009 em diante.

Dicas para manutenção do catalisador automotivo

Para que o seu catalisador tenha uma vida longa útil, recomendamos que seja feita uma revisão completa do veículo periodicamente. Assim, você garante que o sistema de ignição esteja em pleno funcionamento, o que evita a contaminação do conversor catalítico por combustível que não foi queimado devido a algum problema nas velas, bobinas ou cabos.

Também é interessante ficar atento ao desempenho da bateria automotiva, afinal, seu funcionamento está ligado diretamente a diversas peças eletrônicas do veículo, assim como o catalisador.

Em casos que há necessidade de substituir o catalisador automotivo, certifique-se de sempre repor a peça por uma que tenha o selo do Inmetro, assegurando que a reposição seja feita por um produto de qualidade e que foi aprovado pela avaliação de uma organização reconhecida.

E aí, gostou do conteúdo de hoje? Se restou alguma dúvida sobre o assunto, escreva na sessão de comentários para que a nossa equipe te ajude rapidamente! Para aqueles que pretendem continuar a desbravar o mundo automotivo, indicamos a leitura do nosso artigo recheado de dicas e informações sobre freio ABS!

A Hiper Garagem, blog originado da Hipervarejo, é repleto de conteúdos ricos e cheios deinformações sobre carros, motocicletas e caminhões. Apaixonados por veículos, visamos todos os dias buscar informações seguras sobre automóveis. Aqui você tira todas as suas dúvidas, aprende tudo sobre manutenção e acompanha as novidades, tecnologias, dicas e performance dos automóveis e peças automotivas do momento. Acesse os nossos conteúdos semanais, receba as melhores informações do nicho e faça parte dessa comunidade especialista em automóveis e automotivos.

Equipe Hipervarejo

A Hiper Garagem, blog originado da Hipervarejo, é repleto de conteúdos ricos e cheios de informações sobre carros, motocicletas e caminhões. Apaixonados por veículos, visamos todos os dias buscar informações seguras sobre automóveis. Aqui você tira todas as suas dúvidas, aprende tudo sobre manutenção e acompanha as novidades, tecnologias, dicas e performance dos automóveis e peças automotivas do momento. Acesse os nossos conteúdos semanais, receba as melhores informações do nicho e faça parte dessa comunidade especialista em automóveis e automotivos.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *