Spread the love

Carro com barulho no motor quando acelera: descubra aqui os motivos!

O barulho no motor quando acelera é um problema bastante usual, que pode aparecer nos veículos por diferentes motivos. Em alguns casos, não é nada demais: com uma manutenção feita em casa mesmo você consegue resolver. Em outros, o problema pode ser realmente sério e, aí, é preciso de uma visita ao mecânico para evitar maiores danos ao carro.

Se você está nesse impasse de ouvir barulhos estranhos quando acelera, mas não sabe o que pode ser e nem como resolver, vamos acabar com essa angústia agora! Nesse post, reunimos para você os principais motivos que levam ao surgimento desse incômodo e como você pode fazer para resolvê-lo. Olha só:

3 problemas que o barulho no motor quando acelera pode denunciar

O combustível utilizado no carro, peças danificadas ou, simplesmente, peças frouxas podem ser a causa do barulho no motor do seu carro. Veja abaixo o que pode estar causando o seu problema e resolva facilmente, sem dores de cabeça:

1. “Batida de pinos”: a queima irregular do combustível

Um dos motivos mais comuns que faz os motoristas ouvirem um barulho no motor quando acelera é o fenômeno chamado de “batida de pinos”. Isso porque o ruído ouvido é metálico, e parece pinos batendo uns nos outros, um “tec-tec-tec” latente quando tiramos o pé do acelerador. Entretanto, a origem desse som não tem nada a ver com pinos e nem com peças metálicas.

Na verdade, esse som se dá por conta de uma queima irregular acontecendo no motor. Para entender melhor, é preciso lembrar como o motor do carro trabalha para transformar o combustível (gasolina ou etanol) em força para o veículo:

  1. Os motores do carro funcionam pelo sistema chamado de “combustão interna”, ou seja, pela queima do combustível para gerar a força. Tal combustão acontece na câmara de combustão do motor, onde estão as velas de ignição, o pistão e outras peças essenciais para seu funcionamento.
  2. No início desse processo, a válvula de admissão da câmara de combustão se abre e permite que uma mistura de ar e vapor de gasolina preencha todo o espaço, emburrando o pistão para baixo.
  3. Quando a câmara se enche inteira e o pistão chega até a parte de baixo da câmara, ele sobe novamente e, assim, comprime a mistura, alterando sua pressão.
  4. Com o ar e vapor de gasolina comprimidos, uma pequena descarga elétrica é acionada entre as velas de ignição e isso causa uma pequena explosão, que empurra o pistão para baixo mais uma vez.
  5. A válvula de escape da câmara abre, o pistão sobe e expulsa os resquícios da combustão.
  6. Esse subir e descer do pistão é que faz o motor ganhar força e fazer o carro entrar em movimento.

O problema das batidas de pino acontece quando a mistura de gasolina e ar entra em combustão antes do momento certo. Com a faísca liberada na vela de ignição, uma segunda combustão é acionada e o barulho metálico é causado pelo choque das duas explosões, uma contra a outra.

Esse problema pode ser causado por diferentes motivos. Portanto, cheque se:

Você está usando combustível de qualidade

Combustíveis de baixa qualidade podem entrar em combustão em uma temperatura menor do que a ideal e, assim, antes mesmo da vela de ignição criar uma faísca, o combustível já está queimando. Para resolver esse problema, tente abastecer em um posto de gasolina diferente do anterior. Se o barulho sumir, seu problema era exatamente esse.

Se o carro for Flex, o problema pode estar na sonda lambda

A sonda lambda é a peça presente nos carros flex que identifica o combustível que está sendo utilizado e transmite essa mensagem para a central eletrônica ajustar os mecanismos de queima no motor. Afinal, a temperatura de combustão do etanol é superior à da gasolina.

Por isso, se o tanque estiver cheio de gasolina e o sinal enviado para a central elétrica for o de etanol, a explosão dupla ocorrerá.

Ou seu motor pode estar aquecendo em excesso

Outro motivo para a batida de pinos é o aquecimento exagerado do motor quando ele estiver em funcionamento, principalmente se o barulho aparece com mais frequência quando você está dirigindo em marchas superiores à terceira. Nesse caso, vale uma visita ao mecânico para investigar o que está causando o superaquecimento do motor e eliminar o problema.

 

2. Vela de ignição frouxa

Se o barulho produzido durante a aceleração do carro for realmente metálico, como se duas peças estivessem se chocando uma contra a outra, e não for resolvido pela troca de combustível, pode ser que o seu problema seja algo bem simples: a vela de ignição do motor pode estar frouxa.

Neste caso, basta abrir o capô do carro e investigar: acelere o carro no neutro e confira se é o balanço das peças que está produzindo o som que você ouve quando está dirigindo. Se sim, basta desencaixar as velas de ignição e apertá-las de novo. Se você tiver as ferramentas em casa, consegue fazer você mesmo. Senão, uma rápida passada na oficina pode resolver.

Esse afrouxamento da vela é natural, pois com o movimento constante do motor pode ser que os parafusos se afrouxem. Logo, não precisa se preocupar, mas é essencial resolver esse problema logo e evitar que a situação cause acidentes graves durante a combustão do motor!

Agora, se você fizer o teste com o capô aberto e não conseguir identificar de onde está vindo o barulho, pode ser que você esteja se confundindo com a origem do som. Quem sabe ele não esteja na sua caixa de direção, e não no motor? Nesse caso, o nosso post “Barulho na caixa de direção: descubra o que pode ser!” consegue te ajudar, confira!

3. Barulho de apito: problemas na turbina

Se o barulho no motor que você está ouvindo quando acelera o carro é parecido com um apito alto, o seu problema pode estar localizado na turbina, no conjunto rotativo ou na geometria do seu veículo. A manutenção nessas peças pode ser necessária após muito tempo de uso, pois é natural que se desgastem e percam parte de sua estrutura original.

Portanto, você deverá trocar o conjunto por um novo. Você pode fazer isso numa mecânica ou, se quiser se aventurar, comprar a peça pela internet e fazer você mesmo a troca.

Leia também: Turbina motor – Afinal, para que serve essa peça?

Ouça os sinais que seu carro dá e esteja atento

Assim que esse barulho no motor quando acelera surgir, é essencial analisar a origem do som e atuar em sua resolução. Embora alguns casos sejam bem simples, é importante resolvê-los o quanto antes para evitar que algo pequeno se transforme em um grande problema, que acabará pesando mais do que você desejaria no seu bolso.

Isso vale para todos os sons estranhos que você ouve vindo do seu carro: no motor, na caixa de direção, enquanto acelera, enquanto freia, quando troca de marchas… Cuidar do seu veículo também significa dar ouvidos aos sinais que ele te dá no dia a dia!

Se quiser aprender a identificar todos esses sinais, temos um outro post que pode te ajudar muito com isso. Continue aqui na Hiper Garagem fazendo a leitura do conteúdo: Barulhos no carro – Saiba como identificar e resolver.

Te esperamos por lá!

Categorias: Segurança

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *