Que a embreagem exerce um papel importante para o carro andar, todos nós já sabemos. Evitar o desgaste da embreagem pode ser uma tarefa rotineira de todos os motoristas, pelo menos para aqueles que não desejam trocar a embreagem muito cedo.

As principais recomendações para evitar problemas na embreagem estão ligadas a maneira como o motorista dirige. Alguns hábitos e vícios podem comprometer seriamente todo o sistema, podendo levar o proprietário do veículo fazer a troca antes do tempo.

Se você não deseja ter gastos extras com a embreagem do seu carro, confira algumas dicas agora!

Primeiro, o que é embreagem?

Em resumo, a embreagem faz parte do sistema de transmissão do veículo. É ela que coordena a troca de marchas e junto com seus componentes, disco, platô, rolamento, câmbio e pedal, que transmitem o movimento do motor para as rodas do veículo. Para entender um pouco mais sobre embreagem, confira o nosso post sobre o funcionamento da peça.

Desgaste da Embreagem: como evitar

Embreagem | Imagem Via: Google

Como posso evitar desgaste na embreagem?

Existem alguns cuidados que se você colocar em prática, você consegue conservar a embreagem do seu veículo por um longo tempo. Vamos a elas!

Esqueça o velho hábito: descansar o pé no pedal

Muitos motoristas tem o hábito de descansar o pé no pedal da embreagem. Mas se você quiser prolongar a vida útil dessa peça, é melhorar acabar com esse velho hábito.

Deixar o pé no pedal da embreagem, a marcha engatada e apertando o pedal sem necessidade, provoca desgaste na embreagem. O ideal é que você deixe o carro em ponto morto, mesmo parado no trânsito. Se descansar o pé em cima do pedal, irá causar um acionamento parcial do sistema e causar um atrito entre o disco e o platô, superaquecendo todo o sistema.

Para que apostar corrida?

Os carros manuais permitem diversas variações de marchas e rápidas retomadas, impactando muito no desempenho do carro. Mas você não precisa ser igual a um piloto ou apostar corrida, se quiser prolongar a vida útil da embreagem. Como assim? Não faça trocas ríspidas de marcha e nem reduza o carro marcha após marcha.

Se você estiver dirigindo em quarta marcha e chegando em um semáforo vermelho, não precisa reduzir para terceira, segunda e finalmente a primeira para parar. Apenas utilize o freio suavemente e deixe o giro do carro reduzir junto com a velocidade, para depois acionar a primeira marcha.

Meia embreagem: fazer ou não?

A meia embreagem ou controle de embreagem é um hábito bem comum entre os motoristas, que é nada menos que ficar segurando o carro em uma ladeira ou em locais íngremes somente na embreagem e com a primeira marcha engatada.

Esse hábito eleva muito o giro do motor, ocasionando a queima da embreagem, em situações de muita aceleração. O certo a se fazer é deixar seu carro parado utilizando o pedal de freio ou o freio de mão, se deseja evitar desgastes na embreagem.

Evite “dar tranco” quando for reduzir a marcha

Reduzir as marchas muito rápido e dar “trancos” no veículo podem danificar seriamente a embreagem, ocasionando a quebra de componentes. O correto é reduzir as marchas de acordo com a velocidade em que o carro estiver e de forma gradual.

Quanto tempo dura o conjunto da embreagem?

Em média um conjunto de embreagem pode durar de 100 mil a 150 mil km, dependendo da maneira como você utiliza. Mas recomendamos que você sempre faça revisões preventivas no seu veículo, para evitar dores de cabeça no futuro.

Mas se você já estiver precisando de uma embreagem nova, nós recomendamos a Luk, marca que possui peças de alta qualidade e sempre traz inovações do mercado automotivo em todo o seu catálogo. Ficou interessado? Acesse o Hipervarejo e confira toda linha de embreagem da Luk.

Gostou das nossas dicas? Compartilhe com seus amigos!

Até a próxima!


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *