Com o motor do carro ligado, você aciona o pedal esquerdo, engata a primeira marcha, solta o pé devagarinho e o carro começa a andar. Quem dirige um carro de câmbio manual, sabe bem como é essa situação. E isso só acontece graças ao kit de embreagem, que faz o carro se movimentar.

A embreagem é componente do veiculo que vai além do pedal esquerdo. Existe todo um conjunto que chamamos de kit de embreagem, e ele é muito importante para fazer o carro andar.

Para que você ande com o sistema de embreagem do seu carro em ordem e faça bom uso dele, que preparamos esse post para te explicar direitinho a função do kit de embreagem e dicas especiais para que você o mantenha bem conservado.

Embreagem: qual a função dela?

A embreagem não é apenas o pedal acionado todas as vezes que é necessário trocar de marcha. É um componente interno localizado entre o motor e o sistema de transmissão, e sua função é transmitir as rotações do motor para o câmbio e depois para as rodas, fazendo a mudança de marcha.

Kit-de-embreagem

Kit de Embreagem | Imagem Via: Google

Em uma embreagem existem três partes envolvidas: a placa de pressão, disco de embreagem e o volante. Quando o carro está em movimento, as molas ou o sistema hidráulico mantém a placa de pressão comprimida contra o disco de embreagem, pressionando o mesmo em cima do volante, permitindo a transmissão da força para as rodas.

O que vem no kit de embreagem?

O kit de embreagem é composto por três peças fundamentais: disco, platô, rolamento (ou colar). Cada uma exerce uma função especial, que iremos te explicar.

Disco

É a peça principal de todo o sistema de embreagem. É o disco que faz a ligação entre a caixa de câmbio e o motor, o que permite a troca de marchas. E quando o disco está gasto, o motorista pode sentir trepidações no pedal da embreagem ou dificuldade para arrancar com o carro.

Platô

O platô fica entre a caixa de câmbio e o motor. É ele que empurra o disco de embreagem e envia a força do motor para as rodas do veículo.  Se o platô estiver com problemas, provavelmente você poderá sentir o pedal pesado e ter dificuldade para engatar as marchas.

Rolamento (ou colar)

O rolamento é o responsável por empurrar o platô. E se ele estiver com problemas irá fazer um barulho, mas que só aparece quando o motorista pisar na embreagem.

Conhecendo cada peça do kit de embreagem e suas respectivas funções, fica mais fácil de compreender como elas trabalham.

Quando o pedal da embreagem é acionado, a pressão exercida sob a placa de pressão diminui, reduzindo o aperto do disco de embreagem no volante. Á medida que a pressão cai, o disco de embreagem começa a desengatar bem devagar, reduzindo a quantidade de potência transmitida para zero. E por fim, quando você solta o pedal da embreagem, o prato de pressão volta a pressionar o disco de embreagem de volta para o volante, restaurando a conexão e retornando a transmitir a força do motor de volta as rodas. Esse processo representa as trocas de marcha realizadas pela embreagem.

Como identificar problemas no kit de embreagem?

Como todas as peças de um veículo, o kit de embreagem também pode apresentar defeitos que podem acarretar na troca de todas as peças do kit.

Então é importante ficar atento a alguns sintomas que sua embreagem pode apresentar, como ruídos quando acionada, dificuldades na troca de marcha (pedal duro ou arranhando), perda de flexibilidade ou sem curso e embreagem patinando ou trepidando.

Se o seu carro apresentar qualquer um desses sintomas, é importante que você procure um mecânico imediatamente para fazer uma revisão da embreagem do seu veículo.

Como evitar problemas no kit de embreagem?

Uma das principais precauções para evitar problemas com o kit de embreagem é estar atento a maneira como você dirige. Alguns vícios podem comprometer o conjunto da embreagem, fazendo você ter que trocá-lo antes do previsto. Então, segue algumas dicas que irão te ajudar.

Kit-de-embreagem

Pedal da Embreagem | Imagem Via: Google

Não descanse o pé no pedal de embreagem

Manter o pé na embreagem afasta o platô do disco, o que causa um “lixamento”, provocando um superaquecimento no sistema, desgastando-o prematuramente.

Não faça meia embreagem ou controle de embreagem

É um hábito bem comum entre os motoristas, que é segurar o carro em uma ladeira ou locais íngremes na embreagem e com a primeira marcha engatada. Isso pode prejudicar o kit de embreagem, porque eleva muito o giro do motor, podendo ocasionar em situações de muita aceleração, a queima da embreagem. O certo é deixar o seu carro parado com o freio ou freio de mão.

Evite (sempre) “dar tranco” em redução de marchas

Essa é uma situação que pode danificar seriamente a embreagem, podendo quebrar os demais componentes do kit de embreagem. O correto é reduzir as marchas de forma gradual de acordo com a velocidade em que o carro estiver.

Gostou do nosso post? Então compartilhe com seus amigos e se tiver alguma dúvida, pode nos procurar que estaremos prontos para te ajudar!

Pilota uma moto, mas não sabe manter o capacete limpo? Dá uma confira no nosso último post! Lá tem algumas dicas valiosas para você cuidar bem do seu capacete.

Até a próxima!


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *