Os modelos de SUV estão entre os carros mais vendidos no Brasil. Em 2009, apenas 1 em cada 15 carros novos vendidos era SUV. Hoje, esse cenário mudou completamente, sendo a proporção de 1 para 4 carros. Essa tendência é só aumentar.

Parece que os modelos SUV conquistaram o coração do público, por isso montadoras e concessionárias têm lançado diversos modelos com preços e tamanhos variados. Segundo reportagem do Auto Esporte do site G1, a disputa deste segmento contempla modelos que estão entre R$ 75 mil e R$ 110 mil, ou seja, são os 9 modelos de SUV mais vendidos entre janeiro e maio de 2019.

Mas qual é o carro mais espaçoso? Qual possui maior desempenho em estradas? Qual tem custo benefício mais baixo? Quanto custa um seguro de um SUV?

Para responder essas perguntas, listamos os 9 modelos mais bem vendidos da categoria, além dos principais lançamentos de 2019, segundo o site G1.

Comparativo entre os modelos de SUV mais vendidos

A partir do comparativo a seguir, você irá conhecer sobre os principais critérios que são relevantes para a compra de um modelo de SUV: consumo, desempenho, espaço e off-road. Além disso, fique antenado a respeito de custos de seguro de cada veículo e revisão.

Hyundai Creta

Imagem | Via: Google

O Creta foi o vencedor de vendas do segmento de SUVs compactos em 2018, estando no auge de sua carreira. Fazendo aniversário de três anos de mercado, o modelo deve receber uma reestilização.

Uma das vantagens do Creta, que é ele não vai mal em nenhum dos critérios, tirando o consumo de combustível. Porém, suas revisões estão entre as mais baratas do mercado, custando em torno de R$ 2.527, média entre as versões 1.6 e 2.0. Já o seu valor em uma concessionária está entre R$ 79 mil a R$ 105 mil, o deixando na média em relação a concorrência. E o seguro pode custar até R$ 2.664.

Jeep Renegade

Imagem | Via: Google

Chegou a vez do Jeep Renegade! Em 2019, o automóvel está dominando o mercado, passando à frente dos principais rivais da categoria. Apesar das poucas mudanças que o veículo sofreu, a “cara” do carro ainda é diferente do restante do time.

A faixa de preço do Renegade está entre R$ 80 mil a R$ 140 mil e o seguro na média de R$ 3.283. Nas suas primeiras cinco revisões de um veículo flex ou diesel, o custo é de R$ 5.543.

A vantagem do Renegade, e que ele é o único modelo compacto que oferece opção de motor a diesel, porém suas revisões são as mais caras do grupo, devido aos custos altos de manutenção do motor diesel. A versão flex deve um desempenho melhor, já que não entrega a economia de combustível devida.

Honda HR-V

Imagem | Via: Google

O antigo líder da categoria mudou pouco o visual, o que não continuou cativando o público. Entretanto, uma novidade chegou às concessionárias esse ano. Uma nova versão do motor 1.5 turbo veio para conquistar os amantes do HR-V e para se firmar novamente no mercado, chegando a custar R$ 140 mil.

Na última versão, a Honda melhorou o pacote de equipamentos do veículo. Porém, o custo benefício do HR-V continua muito alto para o que ele oferece. Apesar de tudo, o modelo continua oferecendo mais versatilidade do que os outros do segmento.

Nissan Kicks

Imagem | Via: Google

Em 2018, o Nissan Kicks chegou para ficar. Ele foi o terceiro SUV mais vendido do Brasil, depois do Creta e do HR-V. O modelo foi lançado em 2016, e não modificou muito de lá para cá, porém há perspectiva de que o automóvel ganhe uma motorização mais híbrida nos próximos anos.

O Kicks ganha entre os modelos mais econômicos do segmento, mesmo sem a adição de um motor elétrico. Em contrapartida, seu desempenho não é muito animador.

Em relação aos custos, o seguro do Nissan Kicks está entre os mais baixos, custando apenas R$ 2.531, e as revisões estão entre as mais baratas, em torno de R$ 2.200 nas cinco primeiras.

Chevrolet Tracker

Imagem | Via: Google

O modelo Chevrolet Tracker foi atualizado há mais de dois anos, exatamente na mesma época em que adotou a motorização 1.4 turbo (vantagem para os motoristas!). Isso fez do modelo ser um carro agradável de dirigir, entretanto nas vendas, o Tracker se destaca na zona intermediária.

O que não agrada muito nessa versão do Tracker é a falta dos equipamentos comuns da categoria, no caso dos airbags adicionais e o ar-condicionado digital. Além disso, o seguro do veículo é o terceiro mais caro da categoria, girando em torno de R$ 3.240, o valor das cinco primeiras revisões em R$ 2.892. O valor do veículo em uma concessionária está entre R$ 92.590 a R$ 106.290, um custo médio para a categoria.

Citroën C4 Cactus

Imagem | Via: Google

O C4 Cactus traz uma inovação para a categoria: o seu visual. Com um design pouco convencional para o segmento, o seu porte está mais para um hatch médio e embora esteja no mercado há um ano, ele ainda traz ares de novidade.

A vantagem de se adquirir um Cactus, é ter na garagem uma versão top de linha e bem equipada, comprada por um preço que varia de R$ 70 mil a R$ 99.990. Além do mais, o veículo oferece um motor turbo competente, com 173 cavalos. Entretanto, o Cactus possui uma segunda apólice de seguro mais cara entre todos os modelos aqui, chegando a R$ 3.406, e suas primeiras cinco revisões a R$ 3.269 (média entre os modelos 1.6 aspirado e o turbo).

Ford Ecosport

Imagem | Via: Google

Considerado o “xodó” da Ford, o Ecosport foi o primeiro modelo SUV a ser lançado pela montadora. Sofreu sua primeira reestilização em 2017, acompanhada de um novo motor 1.5 e o fim do câmbio Powershift. Mas a novidade deste ano, é a adoção de pneus “run flat” na versão top de linha. Com isso, a Ford conseguiu figurar bem na zona intermediária dos SUVs.

O Ecosport ainda vive com o projeto antigo, que dá sinais de cansaço aos motoristas. Seu espaço interno é pequeno comparado aos rivais do segmento, seu entre-eixos e porta-malas são os menores do time. Além disso, a versão 2.0 4×4 é uma das piores em consumo de combustível, mesmo que a versão 1.5 seja um motor competente e econômico.

O custo benefício do SUV da Ford ainda é intermediário em relação aos demais. Sua faixa de preço está entre R$ 76.890 a R$ 108.390, e seu seguro em torno de R$ 2.670 e suas cinco primeiras revisões a R$ 3.643.

Renault Duster

Imagem | Via: Google

O Duster pode até não apresentar muita modernidade, porém é o modelo da categoria com um preço mais baixo. Sua versão top de linha, custa menos do que os demais do time, girando em torno de R$ 66.190 a R$ 81.400. Outra vantagem do Duster é a apólice de seguro, que é a mais baixa da categoria, custando R$ 2.380. Suas revisões custam uma média de R$ 2.700.

Além disso, ele também e dono do maior porta-malas e um dos poucos que apresenta tração 4×4. Mas nem tudo é perfeito. O modelo deve alguns itens de conforto como o ar-condicionado digital e segurança (no caso dos airbags laterais e de cortina). Mas tudo isso deve ser resolvido com a vinda de uma nova geração em 2020.

Volkswagen T-Cross

Imagem |Via: Google

A Volkswagen demorou um pouquinho para entrar no segmento, mas veio com um modelo que promete conquistar os corações dos amantes de SUV. A grande novidade é o Volkswagen TCross, que chega com uma oferta variada de versões. As mais baratas custam de R$ 70.000 a R$ 110.000, porém alguns itens são opcionais, e o preço pode subir em até R$ 125.000.

O que faz o T-Cross ganhar destaque, é ser o mais econômico do grupo e ter as revisões mais baratas, em torno de R$ 1.500. Mas não para por aí, pois as três primeiras são gratuitas! O seguro do T-Cross está custando incialmente, R$ 3.528.

O automóvel também oferece um bom espaço interno e sua carroceria é bastante compactada. O que deixa a desejar é o porta-malas, sendo o mais baixo da categoria, perdendo para os seus principais rivais que têm um compartimento mais espaçoso.

Preço dos modelos de SUVs mais vendidos

Como podemos conferir, os preços de modelos de SUV variam entre R$ 66 mil e R$ 140 mil, de acordo com o fabricante. Mas antes de comprar o seu SUV dos sonhos, procure o modelo que irá te atender melhor nos requisitos desempenho, espaço, consumo e off-road.

Se precisar de pneus para seu SUV, dê uma conferida na Hipervarejo! Temos as melhores autopeças com o melhor custo do mercado.

Falando em acessórios, você sabe qual a melhor palheta para-brisa para o seu veículo? Dê uma olhada no nosso último post e saiba mais sobre a melhor marca de palhetas.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *