O sistema de suspensão é essencial para a segurança e conforto do veículo. Toda suspensão trabalha em conjunto para proporcionar conforto e fácil dirigibilidade ao passar por buracos e lombadas.

Composta por diversas autopeças, como: amortecedores, molas, barra estabilizadora e bandeja, a suspensão acaba passando despercebida por ficar em um local no qual a maioria dos proprietários não têm hábito de revisar.

Algumas situações do dia a dia acabam com as peças da suspensão. Buracos, ruas desniveladas, estradas de terra. Esses cenários inevitáveis fazem a vida útil das autopeças reduzirem significativamente.

Como seria o carro sem suspensão?

Veículo rebaixado. Via: Google

Sem as peças do sistema de suspensão ficaria bem ruim circular por aí, pois as peças e molas deixam tudo mais confortável, amortecendo cada irregularidade por onde o carro passar.

Sem a suspensão, ao passar por estradas irregulares o carro perderia sua estabilidade e os passageiros possivelmente iriam bater a cabeça no teto do veículo. Além desse desconforto aos passageiros, imagine só como ficariam as demais peças dentro do carro.

Clique aqui e confira dicas de como cuidar da suspensão e dos amortecedores do seu carro.

Somente as circunstâncias cotidianas danificam o sistema de suspensão?

Autopeça danificada. Via: Google

Além das situações do dia a dia que acabam com as peças do sistema de suspensão, você mesmo pode contribuir para que as elas não danifiquem rapidamente.

Confira algumas atitudes que talvez você pratique e que acaba com a suspensão do seu carro.

1 – A suspensão dianteira é independente, portanto, passar em uma lombada de lado faz com que o peso se concentre somente na roda que toca ao chão. Mas ao final da manobra  o peso é novamente redistribuído.

O ato de concentrar o peso somente em uma roda, com o tempo traz prejuízos para o seu carro. O correto é passar pelas lombadas de frente, e não de lado, dessa forma as rodas recebem o peso por igual.

2 – Mexer nas molas de suspensão também pode ser prejudicial para o seu veículo. As molas originais passam por estudos de engenheiros da montadora, que instalam as peças de acordo com a necessidade do modelo.

Mexer nelas pode estourar os amortecedores, causar trincas no túnel e batentes do amortecedor, além de trincar as longarinas.

3 – Outro fator que pode ser prejudicial ao sistema de suspensão é o giro do volante com o veículo desligado. Essa atitude compromete os pivôs, o terminal de direção e a caixa de direção hidráulica.

Isso acontece, pois o ato de girar o volante direciona muito esforço nessas peças, o que pode desgastá-las mais rapidamente.

4 – Uma situação que acontece com os novatos na direção é estacionar o veículo rente às calçadas. Essa atitude, além de deixar os pneus com a cor da calçada e as calotas arranhadas, danifica o rolamento de roda, murcha os pneus e pode até prejudicar a banda lateral.

5 O recomendado ao passar por lombadas é retirar o pé do freio e deixar que o carro vá sozinho. O ato de frear faz com que o peso seja transferido para o eixo dianteiro.

Ou seja, abaixa a frente do carro,  o que não é ideal, pois a lombada faz o eixo se levantar. Além do mais, a atitude causa deformação e diminuição da vida útil dos componentes da suspensão, amortecedores e molas.



Continue Conectado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial