Ao comprarmos o primeiro veículo mal sabemos os cuidados que devemos ter com ele, principalmente quando ainda somos recém-habilitados. Mas, basta alguns anos de experiência que qualquer um torna-se atento para a hora de checar o óleo ou de calibrar os pneus. No entanto, com a correria diária alguns motoristas esquecem de manter em dia o sistema de arrefecimento do veículo.

Por isso, no post de hoje trouxemos algumas dicas que podem te livrar de problemas futuros. Afinal, apenas preocupar-se com o seu veículo não basta, é necessário cuidados. Cuidar do seu carro faz com que ele funcione bem. Mas, também garante a segurança dos passageiros, além de possibilitar um bom valor, caso um dia você queira vendê-lo.

dinamicar-pneus-reservatorio-700x394

O Radiador

Localizado no sistema de arrefecimento (composto pelo radiador, válvula termostática, mangueiras, bomba d’água, reservatório de água e ventoinha), o radiador é responsável por resfriar toda a água que circula pelo motor do veículo. Ele faz a temperatura do carro não se elevar, por isso, precisa de manutenção periódica.

CLIQUE AQUI e saiba mais sobre o funcionamento do sistema de arrefecimento

Mas calma! Sabemos que falar de manutenção periódica assusta e remete a gastos. Entretanto, o radiador do seu carro precisa apenas de atenção, ou seja, é necessário conservar o líquido de arrefecimento que fica dentro do reservatório de expansão. Ele é composto por uma mistura de 50% água e 50%  aditivos que possuem propriedades anticongelante e anticorrosiva.

Esses elementos auxiliam o aumento do ponto de ebulição e reduzirem o ponto de congelamento. Desta maneira, eles fazem o motor funcionar bem em temperaturas elevadas. Além disso, os aditivos anticongelantes e anticorrosivos podem ser diluídos em água ou não, dependendo da marca e da indicação dada pelo fabricante do veículo, bem como do seu mecânico de confiança.

c34372a8838954a87aab940cd45359ae

Quais são os ricos da falta de manutenção do radiador?

A troca frequente do líquido do sistema de arrefecimento evita que o motor enferruje. No entanto, caso o motorista não se atente e esqueça de manter o reservatório cheio na medida certa, a ferrugem pode se espalhar por todo o motor e comprometê-lo, contaminando outros componentes como o próprio radiador.

Por se tratar de uma oxidação, a ferrugem é corrosiva e, com o tempo, pode causar vazamentos no sistema de arrefecimento do seu carro. Consequentemente, o líquido se perderá e o motor do carro pode superaquecer, o que pode resultar em grandes problemas.

O que fazer quando o motor superaquecer?

Se você ficou disperso e não viu o líquido de arrefecimento do seu carro acabar e ele superaqueceu não se desespere!

Confira três passos a serem seguidos caso isso tenha acontecido:

    1. Ao identificar o problema, espere cerca de 20 minutos até o carro esfriar antes de sair abrindo capô;
    1. Após este processo, verifique o nível de água do radiador para constatar se houve vazamento;
  1. Caso o nível de líquido esteja baixo, complete com água em temperatura ambiente, porém com o motor ligado para evitar um choque térmico no sistema de arrefecimento do seu carro;

Atenção! Mesmo se não houver vazamento de líquido do reservatório, procure o seu mecânico de confiança o mais rápido possível para substituir a água por um aditivo que ajude a evitar o superaquecimento.

arrefecimentoG_02

E aí, isso já aconteceu com você?

Se sim, comente aqui embaixo e nos conte como foi. Ah! e se ficou com alguma dúvida pode deixar aqui também.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *