Carro rebaixado não é crime, mas existe um passo a passo importante para você manter o veículo rebaixado dentro da lei e sem correr risco de multas, entre outros problemas. Quer saber mais sobre o assunto? Então vamos ao texto!

Muito se discutiu sobre modificações automotivas nos últimos anos, sendo que o tunning ganhou força e caiu no gosto de muitos entusiastas por diversos motivos, incluindo a franquia de filmes “Velozes e Furiosos”.

Antes de explicar o passo-a-passo, vamos destacar 3 pontos importantes da legislação em vigor:

I – O sistema de suspensão poderá ser fixo ou regulável;

II –  A altura mínima permitida é de 100mm, medida do solo até o ponto mais baixo da carroceria ou chassi;

1395850740

III – O conjunto de rodas e pneus não poderá tocar em parte alguma do veículo quando submetido ao teste de esterçamento.

 

A partir disso, temos os pontos-chave da lei que autoriza a modificação. Agora vamos ao que você deve fazer para rodar baixo e tranquilo.

 

O primeiro passo é ir ao Detran e solicitar a autorização para modificar o veículo. Nesse momento o veículo deve passar por uma avaliação prévia, atestando que ele está apto a receber tais alterações. Aqui você pedirá autorização para realizar a modificação e também para obter o Certificado de Segurança Veicular (CSV) que entra como documento obrigatório.

 

Em seguida, você pode levar o veículo ao mecânico de sua confiança e rebaixar conforme o solicitado e autorizado pelo Detran, nada de dar uma de esperto e rebaixar um pouco mais.

 

Isso porque o próximo passo é levar o veículo para uma nova vistoria, onde vão medir a altura do chão e realizar os testes de esterçamento, citados anteriormente. Passando no teste, é necessário retornar ao Detran com o laudo da vistoria, passando uma última inspeção de toda a documentação pelo órgão de trânsito. Será emitido um novo CRV, onde devem constar as modificações feitas, devidamente registradas.

 

Vale lembrar que se o carro já estiver rebaixado, você irá pagar uma taxa como multa administrativa, aplicada por fazer a alteração sem a devida permissão. O restante dos procedimentos é o mesmo.

 

Por último, é importante destacar que a lei, com muitas falhas e contradições, não permite que o veículo seja guinchado. A medida correta a ser aplicada é a autuação e liberação do carro, conduzido por alguém habilitado, já que a irregularidade não pode ser sanada de imediato.

 

Mesmo assim, não vale a pena arriscar. Pensando que além de multa, a infração é considerada grave e você perderá 5 pontos na CNH.

Tirou todas suas dúvidas sobre o assunto? Então siga o passo-a-passo e rebaixe seu carro tranquilamente. Até a próxima!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial